4 estratégias maliciosas para manipular a sociedade a acreditar na PEC 241

Já publiquei 3 textos na CartaCapital sobre a PEC 241. Eles podem ser encontrados aqui em ordem cronológica:

http://www.cartacapital.com.br/politica/limitar-gastos-de-educacao-e-saude-e-uma-pessima-ideia

http://www.cartacapital.com.br/economia/o-teto-de-gastos-e-a-protecao-dos-pobres

http://www.cartacapital.com.br/politica/pec-241-e-as-suas-principais-falacias

Este breve texto tem o objetivo de expor as 4 principais estratégias usadas para manipular as pessoas a acreditarem que ela é boa.

Se houvesse boa fé do governo, não seria preciso manipular as pessoas. As diferentes propostas seriam colocadas na mesa, haveria amplo debate sobre elas e, então, o Congresso Nacional decidiria.

O fato de haver uma única proposta na mesa revela que há grandes interesses por trás dela, os quais não aceitam nenhuma outra saída, e certamente não são os mesmos interesses da maior parte da sociedade brasileira.

A PEC 241 e a reforma da previdência (esta, sim, necessária, mas que pode ter infinitas formas mais ou menos preocupadas com o povo) não atacam o problema principal da crise mundial, como reconhece a maioria dos grandes economistas internacionais, a exemplo de Joseph Stiglitz, Larry Summers e Thomas Piketty, que é a desigualdade e a falta de demanda agregada provocada por ela.

Como os brasileiros são “curto prazistas” e egoístas, querem defender medidas que lhes beneficiem pessoalmente ou aos seus grupos. Os que defendem a PEC 241 usam as 4 seguintes principais estratégias para manipular a sociedade:

Estratégia 1) Ameaçar com o risco de quebra do Estado – o governo continua a gastar de forma perdulária e muito mais do que se gastou nos últimos anos, usando a desculpa de que é tudo culpa do PT. A PEC 241 não promoverá qualquer ajuste até 2018, quando haverá novas eleições. Alguém ainda tem dúvidas de que o objetivo da PEC 241 não é realizar um ajuste fiscal de curto prazo para sanar a situação e fazer o país voltar a crescer, como alegam?

Estratégia 2) Vincular a queda dos juros à PEC 241, como se aquela precisasse vir depois desta – é risível. Os juros estão altos demais, sobretudo se comparados com o padrão mundial hoje, que é de juros em torno de zero. A PEC 241 apenas produzirá efeitos a médio prazo e poderá ser revertida lá na frente, como o próprio Temer falou à TV, apesar de que será muito mais fácil para os donos do capital evitarem uma nova emenda constitucional lá na frente, que depende de aprovações de 3/5 em duas votações na Câmara e o no Senado.

Os problemas das expectativas econômicas em torno do Brasil vão muito mais longe. Eles dizem respeito à total insegurança política por ninguém saber se Temer vai cair este ano, no próximo, no outro ou se, hipótese menos esperada, ele vai até o final do mandato. Eduardo Cunha pode ser preso a qualquer momento e derrubar tudo.

Estratégia 3) Só os Petistas são contra a PEC 241 – também é risível. Foi muito usada na votação na Câmara. Os deputados falavam que o PT quebrou o país e que a PEC era necessária. Quem está contra a PEC é, então, Petista. Continua-se lucrando com o ferimento apenas do PT pela Lava Jato e colocando todos os importantes assuntos do país nesses termos polarizados de times de futebol para que se possa manipular a sociedade.

Estratégia 4) Limitar a realidade e fazer parecer que a PEC 241 é a única alternativa – cria-se um discurso que põe medo na população por conta do endividamento público (Estratégia 1) e aí se pergunta: “Você quer que o país quebre?” É claro que todo mundo responde “não”. Então, a PEC 241 é apresentada como a solução. Mas não haveria outras soluções com mais benefícios e menos custos? Sem dúvida. Mas há um grupo econômico que só quer a PEC 241.

 

Se havia alguma dúvida no início, não há mais. As pessoas que defendem a PEC 241 diariamente com seus gráficos de despesas e argumentos fajutos estão agindo com má fé, buscando a aprovação a qualquer custo de uma regra absurda, que não encontra igual em nenhum país do mundo.

Observem todos os especialistas preparados que estão defendendo a PEC 241 loucamente, sem vislumbrar outras propostas e sem ponderações, e verão pessoas com rabo preso ou recebendo algo para fazê-lo. Muitos podem esquecer quem eles são, mas outros não esquecerão.

Anúncios

4 comentários sobre “4 estratégias maliciosas para manipular a sociedade a acreditar na PEC 241

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s